f

Get in on this viral marvel and start spreading that buzz! Buzzy was made for all up and coming modern publishers & magazines!

Fb. In. Tw. Be.

Dia mundial da alimentação: Dicas para evitar o desperdício

Perda ou desperdício de alimentos?

A ideia por aqui é comemorar o dia mundial da alimentação com uma deliciosa geleia de amoras e pitangas, sem agrotóxicos. Não as compradas em supermercado ou colhidas da árvore, mas aquelas que estavam caídas no chão. Sim, porque não quero engrossar as estatísticas da ONU que apontam que cerca de 1 bilhão de toneladas de alimentos são perdidos ou desperdiçados a cada ano no planeta.

Pode haver quem pergunte: mas você vai comer a fruta que estava no chão? Sim, vou. Para fazer a geleia, além de ser lavada, a fruta será também cozida, processo que elimina bactérias e outros micro-organismos que podem fazer mal à saúde. Mas mal mesmo tem sido ver mais de 800 milhões de pessoas no mundo sofrendo com a falta de comida. No Brasil são 19,3 milhões de pessoas, segundo o IBGE. E pra completar o quadro, todo alimento que vai para o lixo também causa danos ambientais e ajuda a piorar as mudanças climáticas, com uma pegada de carbono global de cerca de 8% do total das emissões de gases com efeito de estufa.

Senta que lá vem mais dados
Cerca de 14% dos alimentos produzidos no mundo são perdidos antes de chegar ao varejo, enquanto outros 17% dos alimentos disponíveis ao consumidor são desperdiçados, segundo dados recentes da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e da ONU Meio Ambiente, que lideram esforços para a erradicação da fome e o combate à pobreza.

O Brasil é o quarto maior produtor mundial de alimentos e tem sido também um campeão no desperdício. Milhões de toneladas de frutas, legumes e verduras são jogados fora todos os anos.

A redução da perda e do desperdício de alimentos é vista como uma forma de diminuir os custos de produção, melhorar a segurança alimentar e nutricional e contribuir para a sustentabilidade ambiental, aliviando a pressão sobre os recursos naturais. Alimentar de forma sustentável uma população mundial projetada para atingir quase 10 bilhões em 2050, minimizar a perda e o desperdício de alimentos e aproveitar ao máximo os recursos que sustentam o sistema alimentar são considerados pra lá de importantes.

O estudo global Índice do Desperdício de Alimentos foi desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e a organização inglesa WRAP (The Waste and Resources Action Programme) feito no início do ano, aponta que a maior parte do desperdício acontece nos domicílios, que descartam 11% do total de alimentos disponíveis na fase de consumo. Os serviços alimentares 5% e o varejo 2%.

Nos países de renda média-baixa, o desperdício estimado nas famílias foi maior do que em países de alta renda. Em entrevista à CNN, Gustavo Porpino, da Embrapa, que revisou o estudo da ONU, afirma que isso se dá porque a classe média baixa têm mais dificuldades de planejar as compras, por vezes não têm os meios para preservar bem os alimentos e um segmento ainda não reaproveita as sobras das refeições. Ou seja, dá-lhe educação e comunicação para reverter este quadro.

Pausa para reflexão.

Perda de alimentos
Acontece com todos os comestíveis que não são consumidos em qualquer estágio da cadeia produtiva. E isso rola por conta das condições inadequadas de colheita, manuseamento, armazenagem e transporte. E não só com os produtores, no varejo também.

Desperdício de alimentos
A cultura do consumidor brasileiro, como apertar os alimentos na hora da compra e exigir uma estética perfeita, também contribui para a alta quantidade de alimentos que vão parar no lixo. E isso faz com que os varejistas descartem os que não têm essa aparência perfeita.
Só porque uma abobrinha não nasceu com um formato convencional, isso quer dizer que ela não tem todos os nutrientes das demos? Balela. O pessoal da @frutaimperfeita vende a preços mais camaradas, frutas e legumes que podem não ser lindos, mas cumprem seu papel.

Meu restaurante preferido
O desperdício de alimentos inclui também a refeição pela metade deixada no prato de um restaurante. Sobrou comida? Peça uma quentinha e leve a comida pra casa. Vergonha a gente tem de desperdiçar, não por levar comida já paga.

Conhece o app Too Good ToGo? Com ele, a comida que sobrou do seu restaurante favorito, mas que ainda está em ótimo estado e seria jogada no lixo, pode ser sua.

A mecânica é diferente de outros aplicativos de comida, que permitem que o consumidor escolha quais produtos deseja adquirir. O Too Good To Go oferece sacolas já prontas com o prato do dia. A ferramenta, criada em 2016, funciona em mais de 15 países e também está por aqui ajudando a evitar o desperdício. Mas é necessário encomendar pelo aplicativo e ir buscar no restaurante. De acordo com o site oficial da empresa, já são mais de 73,1 milhões de refeições “salvas” desde o início das operações.

Em casa
Restos de comida do preparo de uma refeição e aqueles vários potinhos na geladeira até o dia em que… Acabam estragando. Nesses casos, congelar ou acabar com o que tem antes de fazer novos pratos é o melhor a fazer. E não faltam receitas para criar outros pratos com sobras da receita matriz.

Vai descascar legumes? Guarde as cascas em um recipiente no congelador. Quando o pote encher, faça um belo caldo com as cascas.

Data de validade
Esse é outro motivo que faz os alimentos irem parar no lixo. Tem que ficar de olho, tanto na hora de comprar como no momento de armazenar na dispensa. Sabe aquela latinha ou conserva em vidro que vai ficando para trás no armário? Dar uma geral com frequência é obrigatório para quem não faz parte da turma do desperdício.

Planejamento doméstico
Esse é um ponto fundamental para evitar perdas de alimentos. Além disso, ele otimiza a criação e diversificação de pratos.
Vai ao supermercado? Lista na mão. Ela ajuda a não comprar o que já temos. Confiar na memória pode ser uma pegadinha do desperdício.

O futuro do planeta não pertence mais a Deus. A bola também está com você, comigo e com quem mais se alimenta e quer reverter esse quadro.

Dia mundial da alimentação: Dicas para evitar o desperdício

You don't have permission to register